Carta

Minha irmã, há quanto tempo não nos vemos! Esta pandemia atrapalhou tudo, os planos, as idas e vindas, os encontros. Já faz meses que não nos encontramos, muito mais do que o período que normalmente passamos afastadas. Isso sem falar do último ano, quando o convívio foi praticamente inexistente. A falta que os encontros afetivosContinuar lendo “Carta”

Carta ao vizinho

Vizinho, bom dia!Não te conheço, ou melhor, conheço-te apenas de relance ao nos encontrarmos todas as manhãs, proferindo um educado “bom dia” um para o outro. Sei que tua casa passa o dia vazia, fechada, sem ninguém. Pelo menos sei disso na hora do almoço, único horário em que estou em casa antes do fimContinuar lendo “Carta ao vizinho”