Vertigem

há laços desatados

que se acumulam dentro, em nós na garganta,

atos perversos

que nos poluem com histórias que não queremos viver,

intensos afetos

que nos ferem como lanças em chama na boca do estômago.

há o cansaço,

que rechaça o deboche e mantém apartada a raiva

e a longa espera

diariamente atualizada

por novos dias, novas gentes

e alguma brandura.

Joaquín Sorolla, 1906.

Publicado por Ana Luisa Bittencourt

Não sou escritora, nem blogueira. Apenas escrevo, eventualmente, em verso ou prosa. Meus textos são todos autorais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: