Calor

sinto tanto medo

dos fantasmas que povoam meus sonhos

e das sombras que se escondem pelo perímetro

que acordo antes do raiar dia

e adormeço ainda com sol.

a vida parece não cansar

de cobrar em dobro

faturas quitadas

excessos incorridos

planejamentos mal feitos

projetos mal sucedidos.

o inverno recomeça

antes que eu tenha vivido

(novamente)

o calor da estação mais tropical.

Obra de Pablo Picasso, 1901

Publicado por Ana Luisa Bittencourt

Não sou escritora, nem blogueira. Apenas escrevo, eventualmente, em verso ou prosa. Meus textos são todos autorais.

2 comentários em “Calor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: