Travessia

Temos nossos momentos. Estranhos e complicados que somos, por vezes estamos bem e, de repente, ficamos mal. Em seguida, voltamos a ficar bem porque a resiliência é o motor da vida.

Por vezes, penso que viver é seguir equilibrado em uma longa corda. Alguns dias, o esforço é tamanho para realizarmos determinadas travessias que cansamos com os primeiros ventos do dia. Em outros, nossa determinação nos mantém em pé, mesmo debaixo de tempestades.

A questão é que a coisa toda, no caminho, tem que fazer sentido para que não nos atiremos no caudaloso rio que corre embaixo. Buscar significado no que fazemos e fazer porque, apesar da bravura, das batalhas e dos tombos, há uma emoção que dialoga com o que vai dentro de nós, esse é o sentido de estar em pé. Ou de joelhos – ou nos segurando pelas mãos – mas sem cair.

Porque, no caminho, às vezes, a gente cansa. E como cansa! Diminui o passo, ajoelha na corda, grita para o vento, esbraveja para a tempestade. Quer desistir, quer se encostar, quer chorar de medo ou raiva, alguns querem se atirar. Mas, quem não se atira, depois da catarse, levanta e segue.

Toma um café com bolo para lembrar do gosto bom das coisas. Prepara um pão e curte o cheiro quando sai do forno. Cozinha uma massa. Compra um livro e o devora. Esquece dilemas, inventa rezas, cria ritos. Chuta o balde e compra outro cachorro. E mais uma orquídea. Tira o dia para fazer nada e resolve passar roupas assistindo filme, porque são assim nossos momentos, estranhos e complicados que somos.

Poema de Celso Chagas.

Publicado por Ana Luisa Bittencourt

Não sou escritora, nem blogueira. Apenas escrevo, eventualmente, em verso ou prosa. Meus textos são todos autorais.

4 comentários em “Travessia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: