Fio solto

você

eu

não há

mais

nós.

foram

todos

desatados.

Mulher costurando, Auguste Renoir, 1879.

Publicado por Ana Bittencourt

Não sou escritora, nem blogueira. Apenas escrevo, quando desejo, neste blog.

8 comentários em “Fio solto

  1. Olá Ana,

    Ao acaso conheci o seu blog e naveguei por algumas leituras. 🙂

    O seu texto me fez recordar de uma música dos Engenheiros do Hawaii, chamada “Ando só”. Tem um trechinho assim…

    “…Desate o nó
    Que te prendeu
    A uma pessoa que nunca te mereceu
    Desate o nó
    Que nos uniu
    Num desatino
    Um desafio…”

    É interessante refletir sobre o duplo sentido da palavra “nós”. A língua portuguesa é bem curiosa, muitas palavras que significam mais de uma coisa.

    Um abraço!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: