Lua Nova

A noite surgiu estrelada

Com seus milhões de anos de lampejos

Brilhos no céu, claridade de outrora

Que viajam em anos-luz até nossos olhos.

Me encontram farta de passado

Bufando inquietudes em automóveis

Cruciando memórias no divã da analista

Fingindo mansidão que não sou!

Pouco importa a claridade

Estou imersa em meus escuros

Corro os olhos e busco a lua

Desejo-a, sobretudo, nova…

Imagem @luisebmoreira

Publicado por Ana Luisa Bittencourt

Não sou escritora, nem blogueira. Apenas escrevo, eventualmente, em verso ou prosa. Meus textos são todos autorais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: