Agosto

o estampido do chumbinho fez revoar os passarinhos e atirou longe a lata na frente da casa. os cachorros correram em latidos altos pelo barulho feito. a vizinha rompeu a porta descabelada pelo susto, sem perceber os risos abafados dos meninos na janela que se mantinha aberta.

o sol, do lado de fora, iluminava num amarelo sem fim o início de agosto. enrugava os olhos e avermelhava a pele. os pássaros retornaram aos poucos, depois do silêncio que se fez. primeiro os sabiás-laranjeira, depois os bem-te-vis. esbocei um sorriso quase sem perceber ao acompanhar toda a cena.

a vida seguiu indiferente às nossas dores.

Publicado por Ana Luisa Bittencourt

Não sou escritora, nem blogueira. Apenas escrevo, eventualmente, em verso ou prosa. Meus textos são todos autorais.

2 comentários em “Agosto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: