pelo caminho

nuvens carregadas e vento soprando alheio ao que balança ao redor…
o impulso de seguir em frente e as lembranças que me fazem chorar baixinho…
a coisa do esquecer e não conseguir e, assim mesmo, não desistir…
a dor, as lágrimas, o espinho…
um tanto do imperdoável, do inaceitável…
recolher os cacos e os saltos dos sapatos quebrados no caminho…
recolher a raiva…
hoje duas doses me bastariam: 
uma de paciência
outra de vinho

Publicado por Ana Luisa Bittencourt

Não sou escritora, nem blogueira. Apenas escrevo, eventualmente, em verso ou prosa. Meus textos são todos autorais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: