G-estações

Há um outono inteiro de sentimentos se transformando em mim… E uma primavera de outros, florescendo, recriando. Nada tranquilo. Nada calmo. Nada fácil. Há lutas internas entre o velho e o novo, entre a poda e a florada. Sinto como se tivesse sendo tragada por uma onda enorme que quase me engole, me leva longe e traz de volta, me faz perder o rumo, o senso, a direção. Preciso de fôlego. Entraram sal e areia em meus olhos…

Publicado por Ana Luisa Bittencourt

Não sou escritora, nem blogueira. Apenas escrevo, eventualmente, em verso ou prosa. Meus textos são todos autorais.

Um comentário em “G-estações

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: